Escolha uma Página

“Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem.” Joseph Pilates

 8128588_s

Com o aumento da expectativa de vida, as pessoas estão buscando cada vez mais chegar à terceira idade com saúde e disposição, e o Pilates é um ótimo aliado.

É muito comum pessoas idosas perderem massa muscular, equilíbrio, força e resistência. A postura também vai se modificando com a idade e com todas essas alterações, vêm as dificuldades de realizar tarefas diárias, tombos e dores.

O Pilates trabalha com as particularidades de cada pessoa, então pode ser muito eficiente para um idoso que nunca praticou atividade física e com patologias articulares ou para um idoso ativo, sem dores e com a musculatura forte e alongada. Para uma pessoa sedentária, com a musculatura enfraquecida e dores crônicas, o Pilates vai iniciar trabalhando mobilidade articular, alongamento e um leve fortalecimento muscular, com o tempo as dores melhoram, a mobilidade e força aumentam e o equilíbrio também, devolvendo a qualidade de vida e diminuindo as chances do aparecimento de diversas doenças.

Apesar dos exercícios não terem impacto, podem ser realizados saltos na posição deitada com a prancha de salto, para minimizar a perda de massa óssea e prevenir a tão temida osteoporose.

Idosos que já são ativos e saudáveis também desfrutam de muitos benefícios do Pilates. O próprio Joseph Pilates praticou até sua morte, aos 83 anos.